quinta-feira, 18 de novembro de 2010

BOI, SANTOS E CANGACEIROS...

video
Em 1985, Chico Liberato lança "BOI ARUÁ", longa-metragem de animação realizado na Bahia. Para viabilizar essa produção a família Liberato teve que formar mão-de-obra e montar um estúdio de produção artística e cinematográfica. Chico compra uma "truca" no Rio de Janeiro e a instala em seu estúdio na Bahia. Alba, Chico e pequena equipe passam dois anos animando em acetatos (muitas vezes reaproveitados) na Bahia, e indo revelar os negativos em laboratórios no Rio de Janeiro.
Amantes do desenho animado de todas as gerações precisam assisir a "BOI ARUÁ", que continua atual 25 anos depois de sua produção, quando a família de cineastas está envolvida em nova produção de longa-metragem de animação, "RITOS DE PASSAGEM".

Entrevista com Cândida Liberato (produtora), Alba Liberato (roteirista) e Chico Liberato (diretor):

video
CAFÉ-GRAFIS: Você vê alguma relação entre "tomar café" e seu trabalho ?
CÂNDIDA:  Para mim, tomar café é ingerir um estimulante físico e mental que melhora o desempenho no meu trabalho.  Mas temos que considerar também o "tomar café" da manhã. Atualmente, eu tendo voltado a residir na casa dos meus pais Chico e Alba, é um momento descontraído que pensamos o longa "RITOS DE PASSAGEM", daí, já chego no estúdio "ligada" no que temos que fazer e aonde devemos acelerar.
CAFÉ-GRAFIS: Como vocês entraram para a animação ?
ALBA: (clique no vídeo)
video
CAFÉ-GRAFIS:  O que é ser uma produtora de animação na Bahia ?
CÂNDIDA: Tenho visto que as dificuldades que encontramos aqui são as mesmas que temos em outros Estados: falta de mão-de-obra, desconhecimento das especificidades da técnica e falta de patrocínio.
CAFÉ GRAFIS: O que motiva você a fazer animação ?
CHICO: (clique no vídeo)
video
CAFÉ-GRAFIS: O que você percebe da influência de Chico na nova geração de animadores baianos ?
CÂNDIDA: Os novos animadores o admiram muito. Noentanto, a nova geração tem outra formação e outros valores. Além disso, Chico Liberato é um artista ímpar que nenhum deles consegue chegar perto, e muitas vezes, não consegue entender a profundidade de sua obra.
CAFÉ-GRAFIS: Como nasce "BOI ARUÁ" ? ALBA (clique no vídeo) 
video
CAFÉ-GRAFIS: Como você enxerga o atual espaço de trabalho para o animador autoral ?
CÂNDIDA: Muito espaço, pois, com a facilidade de se produzir audiovisual, muita gente sem talento e que quer sobreviver disso vem realizando audiovisual explorando apenas o aspecto comercial da linguagem. E o público já está cansado disso. É muito fácio fazer cinema somente com efeitos, mas fazer cinema com conteúdo, sentimento, e que chegue na alma do espectador é para poucos. O cinema autoral pode preencher essa demanda de público.
CAFÉ-GRAFIS: Do que trata "RITOS DE PASSAGEM" ?
CHICO (clique no vídeo) 
video
CAFÉ-GRAFIS:  Você vê consciliação entre "animação autoral" e "animação industrial" ?
CÂNDIDA: Claro! Tem filmes que tem conteúdo e atende também o aspecto comercial com maestria. Tem espaço para todos.
CAFÉ-GRAFIS: Por favor, dê uma definição de "BOI ARUÁ".
ALBA: (clique no vídeo)
video

CAFÉ-GRAFIS:  Que caminho você vê para o cinema de animação brasileiro?  
CHICO:  (clique no vídeo)
video

CAFÉ-GRAFIS: Como você vê o retorno da família Liberato ao cinema de animação?
ALBA: (clique no víodeo) 
video
 
CAFÉ-GRAFIS: Como é trabahar com a nova geração de animadores ?
ALBA: (clique no víodeo)  
video
Trecho da canção de Elomar para "BOI ARUÁ" 
video
 
Veja mais sobre "RITOS DE PASSAGEM" em
http://ritosdepassagem.com.br/blog/

"BOI ARUÁ" - seqüência da noiva
http://www.youtube.com/watch?v=IvNHjdKvPg8&feature=related

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Trecho do making of de OS HAI-KAIs DO PRÍNCIPE

videoO desenho animado "OS HAI-KAIS DO PRÍNCIPE foi contemplado com o prêmio de Melhor trilha sonora para o GRUPO ÚLTIMO TIMO no VIII Festival Guaçuano de Vídeo

TRECHO DE "OS HAI-KAIs DO PRÍNCIPE" (Vidal Ramos e Grupo Último Tipo)

video

HAI-KAI CAIU NA REDE

Quem quiser assistir a "OS KAI-KAIs DO PRÍNCIPE" na íntegra já pode acessar:
http://www.blinkxbrasil.com.br/canal?canal=ELO+ANIMA
No canal ELO ANIMA estão outros filmes do NÚCLEO DE CINEMA DE ANIMAÇÃO DE CAMPINAS
(autorais e realizados em oficinas)
Mais sobre "OS HAI-KAIs..."
No início dos anos noventa fiquei interessado em fazer um desenho animado contando a história da minha cidade, Campinas.
Mas, Cheguei à conclusão de que a história da cidade é complexa demais para caber em um desenho animado.
Pensei que poderia ir fazendo uma série de curtas, cada um abordando um tema. Porém, o financiamento desse projeto é outro nó.
Em 2000 um convite do editor chefe do Jornal Correio Popular, Mário Evangelista, para publicar uma tirinha de quadrinhos diária,
foi uma oportunidade de pesquisar e contar a história da cidade através do personagem "Nego da Sanfona" (publicado diariamente até julho de 2003).
A história de Guilherme de Almeida, foi adaptada desses quadrinhos para o desenho animado "OS HAI-KAIs DO PRÍNCIPE".
Mais sobre ELO ANIMA
Daniela Pfeiffer, produtora do canal nos concede uma breve entrevista:
Oi Daniela, me lembro de ter tomado um belo café na sala de reuniões da ELO. Você, só toma o cafezinho profissional ou tem alguma preferência ?
Os produtores e parceiros da Elo são sempre muito bem-vindos para um cafezinho! A idéia é criar um ambiente de troca e sinergias, reunindo pessoas com interesses em comum, e potencializando esforços na promoção e no desenvolvimento do audiovisual e da cultura nacional.

Como funciona um canal de animação na internet ?
No caso do Elo Anima (www.eloanima.com.br), trata-se de um canal que funciona com conteúdo de qualidade selecionado pela curadoria da Elo, incluindo vídeos de parceiros como o Núcleo de Animação de Campinas. Este conteúdo fica disponível gratuitamente para o público, que pode assisti-lo quando e onde quiser! Um dos grandes objetivos do canal Elo Anima é democratizar o acesso a vídeos de animação que nem sempre encontram espaço nas mídias tradicionais, possibilitando assim a distribuição deste conteúdo e contribuindo para a formação de público.

Que diferença você vê entre os filmes de animação e os demais filmes do canal ?
O canal Elo Anima faz parte da webtv da Elo Company (www.blinkxbrasil.com), e está disponível para acesso gratuito junto a outros canais temáticos como Elo Cinema, Elo Sustentavel, Elo Arte, Elo Hits, entre muitos outros. O objetivo de separar o conteúdo em canais temáticos é facilitar a busca para os usuários, oferecendo um conteúdo de qualidade conforme uma divisão a partir dos nichos propostos pela Elo.

Vejo a maioria dos animadores brasileiros preocupados em produzir animações "comerciais". No canal ELO é priveligiada a animação "autoral". Que espaço você enxerga para a animação "autoral" e como você acha que ela pode ser financiada ?
As novas mídias e o canal Elo Anima surgiram exatamente como uma alternativa para a distribuição de produções independentes e autorais, incluindo as animações. De forma que, no modelo de canais digitais desenvolvidos pela Elo, é possível trabalhar tanto com produções comerciais quanto autorais, bem como conferir uma divulgação das mesmas na imprensa e nas redes sociais. A produção autoral possui um potencial muito significativo de retorno de público e mídia, em virtude principalmente de sua relevância cultural. Com relação a modelos de financiamento, atualmente a produção autoral pode ser viabilizada principalmente por meio de editais e das leis de incentivo à cultura (Lei Rouanet e Lei do Audiovisual).

Que resultados você já tem dos filmes de animação exibidos no canal ELO ?
O canal Elo Anima e os canais digitais da Elo têm obtido um retorno muito positivo de público e mídia. Com matérias publicadas em veículos como Estadão, Folha de São Paulo, Rolling Stone, e ótimos resultados de acesso direcionado via redes sociais. Além disso, temos obtido o reconhecimento de órgãos governamentais como ANCINE e SAV/MinC, que têm se interessado pelos conceitos de difusão audiovisual e democratização do acesso propostos pela Elo.

Que novos planos vocês tem para os filmes de animação brasileiros ?
Além do aprimoramento e do crescimento do canal Elo Anima em si, pretendemos realizar ações inovadoras como mostras e festivais online de conteúdo audiovisual. Por exemplo, estamos atualmente realizando uma mostra online do Cine Cufa no canal Elo Comunidade (www.elocomunidade.com.br), onde os vídeos estão sendo veiculados gratuitamente. Este já é um modelo muito difundido internacionalmente, e pretendemos implementá-lo também no Brasil, fazendo com que o festival tenha um público muito maior, e proporcionando ainda uma interatividade entre este público e os filmes por meio de ações como webjúris populares.

domingo, 29 de agosto de 2010

HAI-KAIS, MUMIA E LEITE

videoFico muito contente em ter OS HAI-KAIS DO PRÍNCIPE participando da
8º MUMIA – Mostra Udigrudi Mundial de Animação, que acontece em Belo Horizonte - MG, de 8 a 30 de setembro de 2010. http://mostramumia.blogspot.com/
OS HAI-KAIS DO PRÍNCIPE, desenho animado, 13 minutos, 2009.
Em um programa da Rádio Andorinhas, o locutor Vidal Ramos, apresenta dados sobre a vida e obra do poeta Guilherme de Almeida, nascido em Campinas em 1890. Os hai-kais do poeta são musicados pelo Grupo Último Tipo. O filme tem produção assinada por Wilson Lazaretti. O roteiro, grafismo, animação e direção de Maurício Squarisi. O roteiro foi selecionado no edital FICC – Fundo de Investimentos Culturais de Campinas.
MUMIA é organizado pelo animador mineiro Sávio Leite, que nos concede uma breve entrevista:
Café-Grafis: Você é apreciador de café ?
Sávio Leite: Como bom mineiro sou um grande apreciador de café. Não consigo sair de casa sem tomar um gole de café. Quando não tomo café pela manhã, prece que ainda não acordei.
Café-Grafis: Vê alguma relação entre sua atividade e o ato de tomar café ?
Sávio Leite: Trabalho com animação, edição e aulas. O café me deixa mais
disposto a fazer o que eu tenho que fazer.
Café-Grafis: Como você distinguiria o MUMIA dos demais Festivais de Animação ?
Sávio Leite: A principal diferença do MUMIA em relação a outros festivais é que
o MUMIA não tem seleção. Tudo que for enviado, passa. Com o tempo
percebo que esse caráter aberto propicia uma plataforma a jovens
realizadores que estão começando a se aventurar na arte da animação.
Ao colocar profissionais renomados ao lado de iniciantes, desperta nos
iniciantes a ânsia de sempre melhorarem e aperfeiçoarem na arte da
animação.
Café-Grafis: Como você vê a evolução do MUMIA nessas 8 edições ?
Sávio Leite: A evolução do MUMIA pode ser percebida hoje na quantidade e na
qualidade dos curtas inscritos. Profissionais renomados como os americanos Bill Plympton e Don Hertzfeldt e pela excelência das mostras especiais a cada ano apresentadas. Esse ano, pela primeira vez, temos uma competição para filmes mineiros. O que comprova a vanguarda da cidade de Belo Horizonte, ao ser a
primeira e única capital do Brasil a ter um curso regular a nível superior de cinema de animação.
Café-Grafis: Na sua opinião, o que está acontecendo de mais importante na animação
brasileira atual ?
Sávio Leite: O que está acontecendo de mais importante na animação brasileira
atual é a busca das origens. A vontade e a determinação de colocar na tela o anseio, dúvidas e esperanças de um povo que ainda acredita num futuro melhor para as novas gerações. Outro dado importante, é que uma grande parte dos profissionais estão encontrando lugar no mercado brasileiro e no mercado exterior. Também pela primeira vez vemos aparecer séries animadas, o que demonstra que a animação será ainda mais valorizada no futuro.
Café-Grafis: Como foi sua formação de animador, realizador de filmes ?
Sávio Leite: Sou formado em comunicação, com mestrado em cinema. Meu primeiro
contato com a animação foi através de uma oficina do festival de inverno da UFMG em 1995. Fiquei maravilhado, mas ao mesmo tempo assustado ao perceber que a animação é uma arte que exige persistência e muito trabalho. Depois fiz um curso de roteiro infanto-juvenil na UFMG e ai a animação me pegou. Assistir aos filmes do Tex Avery me fez enxergar o que pretendia com o cinema. Comecei fazendo umas animações em massinha juntamente Clecius Rodrigues, uma pareceria que rendeu muitos filmes.
Café-Grafis: Que animadores você citaria como referência para você ?
Sávio Leite: Tex Avery, Jan Svankmajer, Len Lye, Wladislaw Starewicz, Normam
Mclaren, Matt Groening, Miyazaki.
Café-Grafis: Que trabalhos de sua filmografia você diria que "é a cara do Sávio" ?
Sávio Leite: TERRA - http://www.vimeo.com/11265077
PLUTÃO - http://www.youtube.com/watch?v=_g7D31HFis4&feature=related
MIRMIDOES - http://www.youtube.com/watch?v=BRETbkCpXKQ&feature=related




sábado, 31 de julho de 2010

Café de corpo e alma

Gosto de tomar café.
A família de meu avô saiu da Itália no final do século XIX para vir plantar café na região de Ribeirão Preto.
Meu santo na Umbanda é "São Benedito" que gosta de café e cachaça.
Há anos venho estudando o assunto com o objetivo de fazer um filme contando sobre a origem na África, a entrada no Brasil, e as muitas alegrias e algumas poucas tristezas que o café proporcionou e proporciona ao nosso país  e, especialmente, à nossa região (interior paulista).
Atualmente, estou trabalhando no roteiro e story-board desse projeto.
A idéia do "CAFÉ-GRAFIS" é comentar assuntos relacionados ao café e ao desenho animado.
Além do "BOM DIA", nessa página, outra dica é "OS MELHORES AMANTES BEBEM CAFÉ", filme roteirizado e dirigido por Wilson Lazaretti, onde ex-combatentes se encontram para tomar café e conversar sobre a "Revolução Constitucionalista" de 1932. O filme pode ser conferido "canal Elo", nesse link: 

Maurício

BOM DIA

video