sexta-feira, 27 de maio de 2011

Café - Um dedo de prosa

Estamos desenvolvendo o projeto  "CAFÉ - UM DEDO DE PROSA".
Este filme será um desenho animado contando a história do café desde seu descobrimento no ano de 575, na África, até sua entrada no Brasil e o desenvolvimento do interior e capital paulista.
Sinope: Um casal de amigos (Wandi Doratiotto e Vera Holtz) se encontram em uma cafeteria para saborear seus cafezinhos e conversar sobre a história do Coffea Arabica.
O projeto está inscrito no Proac, aguardando aprovação para iniciar o processo de captação.
Já contamos com importantes adesões ao projeto, uma delas é o músico, compositor e ator Wandi Doratiotto, que, além de interpretar o amigo de Vera, fará as composições das músicas do filme,em parceria com Danilo Moraes. Na quinta-feira, 26 de maio, conversamos um pouco com Wandi.
 
Trecho do filme "Sábado" de Hugo Georgetti:
http://www.youtube.com/watch?v=pcmZjpdq-hs
Danilo Moraes e Wandi Doratiotto:
http://www.youtube.com/watch?v=iUiQeM6Re1A&feature=related
Saudosa Maloca:
http://www.youtube.com/watch?v=VCCifxoP5n0&feature=related
Bem Brasil

Bem Brasil
Site de Wandi Doratiotto:
http://www.wandi.com.br/
Site de Danilo Moraes:
www.danilomoraes.com

domingo, 22 de maio de 2011

Café no Zootroscópio

Zootroscópio (Zootrópio) criado em 1834 pelo matemático inglês Willian George Horner.
Este modelo contém 18 quadros onde são desenhadas as posições da figura a ser movimentada.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Café é bom para a memória ?

Essa musiquinha nunca saiu da minha cabeça.
Assim como outras de desenhos animados comerciais dos anos sessenta e setenta.
Revendo esse filme agora, fiquei curioso em saber quem animou, quem filetou, quem pintou os acetatos, se foi filmado na table-top da Truca, ou do Daniel Messias, ou do Luis Briquet.
Então recorri ao amigo, e mestre, Máximo Barro, atual professor da FAAP, por sua moviola na 13 de maio, no "Bixiga", passaram os mais importantes longas, curtas e desenhos animados paulistas.
"... O trabalho foi realizado por um antigo jornalista do Estadão, José Maria do Prado. Antigamente ele morava no prédio em que também  habitava o Walter Khouri. Depois mudou..."   
Então, Máximo e eu, gostaríamos que quem tiver informações entrasse em contato conosco.
Quem sentir o gostinho do romantismo da época, também fique a vontade para comentar,
se possível tomando uma seleta xícara de café...