quinta-feira, 5 de maio de 2011

Café é bom para a memória ?

Essa musiquinha nunca saiu da minha cabeça.
Assim como outras de desenhos animados comerciais dos anos sessenta e setenta.
Revendo esse filme agora, fiquei curioso em saber quem animou, quem filetou, quem pintou os acetatos, se foi filmado na table-top da Truca, ou do Daniel Messias, ou do Luis Briquet.
Então recorri ao amigo, e mestre, Máximo Barro, atual professor da FAAP, por sua moviola na 13 de maio, no "Bixiga", passaram os mais importantes longas, curtas e desenhos animados paulistas.
"... O trabalho foi realizado por um antigo jornalista do Estadão, José Maria do Prado. Antigamente ele morava no prédio em que também  habitava o Walter Khouri. Depois mudou..."   
Então, Máximo e eu, gostaríamos que quem tiver informações entrasse em contato conosco.
Quem sentir o gostinho do romantismo da época, também fique a vontade para comentar,
se possível tomando uma seleta xícara de café...

4 comentários:

  1. Caramba, não me lembrava desse..
    mas é sempre legal veras animações daquela época..
    outro dia vi um montão do Sujismundo!
    abraços
    Cacinho

    ResponderExcluir
  2. Esse jeitinho da época tem uma suavidade que não tem mais. Detalhe pra locução de Edgar Martins no finalzinho.

    ResponderExcluir
  3. Adorei! apesar de não ter visto no passado, a animação trouxe essa presença das marcas e das propagandas que nunca saíram da alma da gente porque forma feitas com arte, com delicadeza. Recorra a jornalista Maria do Rosário Caetano para obter as informações que deseja porque ela sabe tudo sempre e consegue, através da sua imensa rede localizar os mais recônditos dos seres. Maria do Rosario Caetano marosario@uol.com.br

    ResponderExcluir
  4. Caraca, eu nem me lembrava desse mas ao começar a música eu cantei inteirinho, estava escondidinho em algum lugar no meu cérebro mas estava lá...

    ResponderExcluir